O Negócio Do Google E Seus Segredos A Descoberto - 2

O Negócio Do Google E Seus Segredos A Descoberto –

Menos pessoas do que se pensa entende em que consiste o negócio do Google. E isso que usamos seus serviços todos os dias. Dezenas de vezes, não apenas pra procurar qualquer coisa em seu equipamento de pesquisa, contudo pra ver de perto o nosso e-mail, calendário ou a localização do restaurante da próxima jantar com os amigos.

Bem como está presente em nossos celulares seja na maneira de apps ou diretamente como sistema operacional para smartphones Android. Se você parar pra imaginar, o Google quer estar em todas partes. O negócio do Google depende disso. Qual é aquele negócio, se é que tudo o que ele nos apresenta é gratuito?

o Que é o que vende e quem lhe paga? A publicidade, o Google coloca à nossa disposição um verdadeiro exército de serviços e produtos gratuitos que chamam nossa atenção. Uma vez que a obteve você podes vendê-lo aos seus verdadeiros compradores, os anunciantes. Eles são os que pagam as contas do Google, nós somos apenas seus usuários. 1. Serviços com anúncios entre suas páginas.

  • Cinquenta e seis Biglia, muito perto de Milão
  • InBusiness: ferramenta de procura inteligente para compradores e fornecedores
  • FALCAO Protagonista em 2014
  • Corporativo 505 112 m[90]
  • Existência de comunidades de intercâmbio educacional
  • Adicionar o software, da mesma forma toda a informação de detalhes, pra simplificar a recuperação

2. Serviços que coletam dados para aperfeiçoar a efetividade dos anúncios. 3. Serviços destinados a aumentar o tempo que passa, o usuário dentro do meio ambiente. O site de busca, o Gmail, google Maps e Youtube se encaixam dentro do primeiro grupo, enquanto que o Android, Google Play e Google Drive para auxiliar em segundo e terceiro. Pra apreender a estratégia do Google há que ter em conta que nós somos os usuários e que, graças ao emprego que fazemos dos seus serviços, a empresa podes monetizarlos. Quanto mais pessoas você os use, melhor pro seu negócio.

É desse jeito que seus produtos são gratuitos. No momento em que alguma coisa é sem custo, a tua demanda se intensifica consideravelmente. O contraste é lógico, se o compararmos com a Apple, uma empresa que de forma consciente pesquisa o segmento premium deixando de fora um monte de compradores.

o Google não pode cobrar pelos seus produtos ou serviços destinados a usuários, é inverso à sua natureza e ao seu modelo de negócio. Bem no fundo dessa estratégia está a convicção (idêntico no Microsoft) de que o negócio não está no hardware, entretanto sim na nuvem.

A inteligência e o valor dos dispositivos (micro computador, tablet, smartphone) reside no serviço e não no hardware. É discursar, pro negócio do Google, o hardware não é mais do que um canal por meio do qual os seus serviços chegam até nós, os usuários.

Uma vez, desejamos usá-los, eles podem retirar rentabilidade. Só dessa forma desejamos apreender o desprezo com que tratam o hardware e a seus supostos parceiros fabricantes. Pro Google, Samsung, HTC, Sony e companhia ganharem dinheiro é um defeito, por causa de isto significa que os preços são elevados e representam uma barreira de entrada para os seus próprios serviços. É por este fato que temos que pesquisar o negócio do Google e as acções que levou a cabo com Android.